ESTUDO DA INDÚSTRIA

A covid-19 trouxe várias dificuldades para as estruturas empresariais tradicionais. A repentina aceleração do trabalho remoto, que ainda é eficaz em muitas empresas em todo o mundo, e as restrições no transporte de produtos causaram enormes impactos financeiros e técnicos. Essas mudanças radicais pressionaram empresas para que reavaliassem seus orçamentos e cortassem custos em geral, ao mesmo tempo em que precisavam encontrar lacunas passíveis de melhoria e maneiras de se manter relevantes. 

 Os departamentos de TI foram naturalmente afetados pelo movimento ascendente da digitalização: novos desafios internos de desempenho surgiram, além daqueles ligados aos requisitos de equipamentos e infraestrutura de TI da empresa.  

 Com o aumento da pressão sobre os líderes de TI para superar a nova tendência de forma hábil, a eficiência dos sistemas e processos desse setor se tornou imprescindível.  Ficou bastante evidente que as empresas não podiam arcar com erros ou períodos de inatividade, já que isso acarretaria mais perdas financeiras. 

 Um dos pontos positivos é que as deliberações, a princípio econômicas, obrigaram as empresas a avaliar métodos internos, questionar premissas e redefinir prioridades. 

 Para contribuir com o debate, realizamos um estudo, o qual abrange toda a Europa e inclui diversos profissionais de TI, que busca entender melhor os desafios enfrentados pelas empresas durante a covid e quais foram as medidas tomadas em resposta.  

 Questões abordadas: 

  • Como as crises econômicas influenciaram os orçamentos do setor de TI; 
  • Medidas tomadas pelas empresas visando equilibrar o desempenho e os gastos em TI; 
  • A vida operacional dos equipamentos de TI em data centers
  • A importância da manutenção preventiva;  
  • Desenvolvimentos emergentes desencadeados pela covid; 


E OUTROS PONTOS RELEVANTES… 

SOLICITE UMA COTAÇÃO